Voltar ao site

Entenda a Reforma Administrativa de Bolsonaro em 4 pontos essenciais

(E porquê ela é péssima para o Brasil mas boa para o Governo)

É verdade que o serviço público pode e tem que melhorar, mas esse não é o objetivo da reforma administrativa do Bolsonaro. Entenda abaixo porque a Reforma só beneficia o Governo, esquemas de corrupção e cabos eleitorais:

1 - A Reforma mantém os privilégios da elite do funcionalismo público, não gera economia e aumenta a desigualdade.

Aqueles servidores que ganham muito acima da média dos Brasileiros são justamente os que vão ficar de fora da Reforma de Bolsonaro: militares, juízes, magistrados e procuradores. Ou seja, a Reforma não vai economizar gastos porque não atinge quem ganha mais.

Quem pagará a conta é quem ganha menos e trabalha muito, as carreiras que são essenciais para o funcionamento da educação e saúde: professores e profissionais da saúde.

2 - A Reforma permite substituir cargos técnicos e concursados por cabos eleitorais de governantes

Servidores com experiência e formação pra exercer o cargo podem ser substituídos por funcionários de confiança do prefeito, do governador e do presidente. O que pode acontecer? Mais Queiroz e Guardiões do Crivella na administração pública. Você acha correto?

3 - Funcionários que enfrentarem a corrupção e medidas ilegais de governantes podem ser demitidos

A reforma também acaba com a estabilidade do servidor. O que isso significa: o governo poderá demitir quem ele quiser. Já pensou o ministro Salles ter o poder de demitir fiscais? É isso que ele quer: passar a boiada.

Um exemplo: se lembram do fiscal do Ibama que multou Bolsonaro por pesca ilegal em 2012? Em 2019, quando Bolsonaro virou presidente, ele mandou demiti-lo do cargo de chefia. Sem a estabilidade do servidor, o fiscal perderia o seu emprego de vez. Percebem o perigo disso?

4- O Presidente passa a poder sozinho extinguir órgãos técnicos a vontade

A reforma dá poderes imperiais à caneta de Bolsonaro, permitindo extinguir órgãos e cargos públicos por decreto sem consulta ao Congresso. Isso é GRAVE e as consequências podem ser muito perigosas e trágicas ao país.
Quer um exemplo? O IBAMA que fiscaliza as questões ambientais pode ser extinto, para a felicidade de quem destrói a Amazônia.

A Reforma pode ser barrada! É fundamental avisar a maior parte dos Brasileiros sobre esse perigo! Compartilhe este artigo!

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK