Voltar ao site

Entenda a proposta de renda básica do PSOL!

Qual o valor?

R$ 600 por trabalhador e R$ 1.200 para mães e pais solteiros. Pessoas responsáveis por pessoas com deficiência também terão direito aos R$ 1.200.

Quem pode receber?

Maiores de 18 anos com renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou famílias com renda total de até três salários mínimos (R$ 3.135). Benefícios como o Bolsa Família e seguro-desemprego não entram nesse cálculo. Pessoas cadastradas no Bolsa Família ou em quaisquer outros programas governamentais poderão receber a renda básica. Cerca de 80 milhões de braileiros serão atendidos.

De onde virá o dinheiro para financiar a renda básica?

A proposta de Freixo é taxar a renda e o patrimônio dos super-ricos. Ou seja, não haverá aumento de impostos para os pobres e para a classe média.

- Taxação de fortunas acima de R$ 5 milhões com alíquotas que variam entre 0,5 % e 5%;

- Fim da isenção de Imposto de Renda sobre lucros e dividendos com criação de taxa de 20%;

- Aumento para 30% da taxa sobre o lucro líquido de bancos e instituições financeiras.

Por que é importante aprovar a renda básica do PSOL?

A renda básica não é boa apenas para as famílias que recebem o dinheiro. Ela tem um impacto positivo sobre toda a economia. É fácil entender isso! Com dinheiro no bolso, as pessoas podem consumir, beneficiando o comércio, que vai vender mais, e a indústria, que vai produzir mais. Com o aumento dos lucros, esses empreendedores poderão investir, ampliar seus negócios e gerar mais emprego. E os estados e municípios arrecadarão mais com o aumento dessas vendas. A renda básica do PSOL vai injetar todos os anos na economia R$ 298,6 bilhões! Além disso tudo, ao garantir a renda e a dignidade de milhões de famílias, o auxílio reduz as desigualdades.

Qual a diferença da proposta do PSOL e a de Bolsonaro?

Bolsonaro nem apresentou ainda o texto da sua proposta de renda básica. Mas não podemos esquecer que inicialmente ele queria pagar apenas R$ 200, lembra? Além disso, Paulo Guedes já disse que quer aumentar impostos que pesam no bolso dos pobres e da classe média para financiar o projeto. Absurdo! Nossa proposta tira de quem tem mais para socorrer quem tem menos. O nome disso é justiça social.

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK