Return to site

Bruzundanga brasileira

O Brasil vive dias de realismo fantástico. Na semana em que o golpe foi desferido, o imponderável assumiu papel de destaque no enredo da farsa. Personagem sorrateiro, ele se esgueira pelas beiradas do palco até que surja o momento propício para saltar ao centro da cena e revelar o absurdo.

Então, eis que o dente de Renan Calheiros cai durante entrevista coletiva no dia em que o Senado votaria a admissibilidade do impeachment. Michel Temer incorpora Darth Vader no seu primeiro discurso como representante do lado negro da força e precisa de uma pastilha para a rouquidão. E um governo ilegítimo assume em plena sexta-feira 13.

Mas o imponderável não caminha somente às brutas, ele também tem suas sutilezas. Pouca gente lembrou que na sexta-feira dos horrores comemoramos os 135 anos de nascimento do genial Lima Barreto, autor de “Os Bruzundangas”, nação fantasia alter ego do Brasil.

Add a heading here.

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OKSubscriptions powered by Strikingly