Return to site

Associação Mãe de Polícia é lançada na OAB

Nesta quinta-feira (10/08) Freixo esteve presente no lançamento da Associação Mãe de Polícia (AMAPOL), organização que reúne familiares de policiais civis, principalmente profissionais mortos ou feridos em serviço. O encontro, que aconteceu Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), contou com a presença de Zoraide Vidal, presidente da AMAPOL; Edileusa Santos Andrade, vice-presidente da AMAPOL; Maria Francilene Catro, diretora de comunicação da AMAPOL, Rodrigo Assef, Secretário-Geral da Comissão de Segurança Pública da OAB/RJ e Renato Teixeira, vice-presidente da Comissão de Segurança Pública da OAB/RJ. Também foram exibidos vídeos com depoimentos de mães e companheiras desses profissionais, contando suas histórias de perdas e dificuldades enfrentadas.

O coletivo reúne mulheres que já atuavam na luta pela memória dos parentes assassinados e por melhorias nas condições de trabalho da polícia. O objetivo agora é oferecer apoio emocional e social aos policiais e suas famílias a partir da auto-organização, da mobilização junto ao Estado e de parcerias e convênios para reabilitação de feridos e promoção de atividades físicas e de lazer.


“Essas mães já se organizam há muitos anos e eu conheci algumas delas na luta pela dignidade da memória dos seus filhos e por melhores condições de trabalho. Essa associação é importantíssima para que se cobre do Estado uma política de segurança mais inteligente e garantidora de direitos, tanto para a sociedade quanto para os profissionais do setor. É importante que a Comissão de Direitos Humanos esteja acompanhando essas mães, que misturam luto com luta e que, sem dúvida, propõem algo muito interessante para o Rio de Janeiro”, disse Freixo.

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OKSubscriptions powered by Strikingly